Formulário de Propostas

IMPORTANTE: As inscrições para oradores estão fechadas. O preçário é apenas para ouvintes.
IMPORTANT: Registrations for speakers are closed. Registration fees are only for non-speakers participants.

Inscrição para ouvintes inclui: pasta e material para o Workshop, Certificado de Assistência, Coffee-Breaks
Registration for non-speakers includes: folder and material for the Workshop, Attendance Certificate, Coffee-Breaks


PREÇÁRIO: PÚBLICO GERAL - 10€; ESTUDANTES DE OUTRAS UNIVERSIDADES - 5€; ESTUDANTES E MEMBROS DA FCSH E UNL - GRATIS (APRESENTAÇÃO DO COMPROVATIVO OBRIGATÓRIA).
DATA LIMITE: 10 SETEMBRO 2017.

REGISTRATION FEES: GENERAL PUBLIC - 10€; STUDENTS FROM OTHER UNIVERSITIES - 5€; STUDENTS AND MEMBERS OF FCSH AND UNL - FREE (SUPPORTING DOCUMENT REQUESTED). DEADLINE: SEPTEMBER 10th 2017.

O pagamento pode ser através de transferência bancária (ver em baixo) ou no local (não é garantido troco).
Payment could be done by bank transfer (see below) or in cash (change not guaranteed).

Dados para transferência:

IBAN: PT50 0033 0000 4547 1592 8770 5
SWIFT CODE: BCOMPTPL

Banco Millennium BCP
Morada: Av. da República, 59A, 1050-189 Lisboa


Data for transfer:

IBAN: PT50 0033 0000 4547 1592 8770 5
SWIFT CODE: BCOMPTPL

Banco Millennium BCP
Address: Av. Da República, 59A, 1050-189 Lisboa




Quinta-feira 14 de Setembro de 2017/ Thursday, September 14th 2017





8h30-9h30 Local: Hall do Edifício ID-FCSH (Av. Berna, 26-C)


Registo e entrega da documentação/ Registration





9h30-9h45 Deslocação à Sala Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian/ Moving to the Auditório 3 in Calouste Gulbenkian Foundation

Av. Berna, 45 A





9h45-10h15

Apertura del Congreso

Prof. Doutor Francisco Caramelo – Diretor da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas

Prof. Doutora Ana Maria Martinho Gale – Direção do Centro de Humanidades-CHAM

Prof. Doutora Maria João Branco – Diretora do Instituto de Estudo Medievais

Prof. Doutora Joana Leal – Diretora do Instituto de História da Arte

Prof. Doutor Pedro Aires Oliveira – Diretor do Instituto de História Contemporânea



10h15-11h15

Miguel A. HERNÁNDEZ NAVARRO (Universidad de Murcia, Espanha)

Opening Time: The Artist as (Benjaminian) Historian



11h15-11h45 - Deslocação ao Edifício ID da FCSH e Coffee-Break/ Moving to FCSH's ID Building and Coffee-Break 
Av. Berna, 26-C 


11h45-13h00

Sessão I (Edifício ID, Sala Multiusos 2, 4º Piso/Floor) – Objects, places, meanings // Objetos, lugares, significados

·         Pedro Pereira (Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Portugal) - Itinerários de devoção. Deambulações do culto da Senhora da Saúde em Portugal

·         Jeremy Roe (CHAM-FCSH-UNL, Portugal) - Networks of visual culture and the study of early modern political identity

·         María José Ortega Chinchilla (CHAM-FCSH-UNL, Portugal) - Transferencias plásticas entre la cartografía científica e intuitiva. La cultura visual del bajo clero en España (siglo XVIII)


Sessão II (Edifício ID, Sala Multiusos 3, 4º Piso/Floor) – Memory and Transmission of cultural and political identities // Memória e Transmissão da identidade cultural e política

·         Daniel Oltean (University of Leuven, Bélgica) - Sources for a Global History of the Christian East: The monastic mobilities (4th-10th centuries)

·         Océane Boudeau (CESEM/FCSH-NOVA, Portugal) - L’introduction du plain-chant romano-franc dans la péninsule Ibérique.

·         Marta Fernández Siria (Grup de Recerca en Estudis Medievals, Universitat de les Illes Balears, Espanha) - Trametets lons per persona certa ben cubert e endreçat. Manuscritos itinerantes en la corte de Pedro IV el Ceremonioso.



13h00-14h30 – Lunch (Cantina da FCSH, Torre B da FCSH)


14h30-15h45

Sessão III (Edifício ID, Sala Multiusos 2, 4º Piso/Floor) – Visual culture – Circulation, Transmission of identity and Memories // Cultura visual – Circulação, Transmissão da identidade e Memórias

·         Marina Bezzi (School of European Languages, Culture and Society, University College London, Reino Unido) - A descrição e a história do mundo nos projetos coloniais de La Popelinière e Richard Hakluyt, no século XVI

·         Patricia García-Montón González (Universidad Complutense de Madrid, Espanha) - Europa y el Barroco por los viejos caminos de la unidad

·         Miriam Rodríguez Contreras (Universidad Autónoma de Madrid-IULCE, Espanha) - La alimentación en las Casas Reales de la Monarquía Hispana


Sessão IV (Edifício ID, Sala Multiusos 3, 4º Piso/Floor) – Artists, mobilities and society // Artistas, mobilidade e sociedade

·         Kuniko Abe (Akita International University, Japão) - International dimensions of Akita Ranga and its new narrative

·         Maria João Castro (CHAM-FCSH-NOVA) - Arte e Itinerância. A Viagem aos Antípodas de Artur Loureiro

·         Soledad Morandeira de Paz (Universidad de Valladolid, Espanha) -  La Isla-Ballena de San Brandán en el mapa de Piri Reis. Un caso de circularidad cultural entre Oriente y Occidente.



15h45-16h15 - Coffee-Break


16h15-17h45

Sessão V (Edifício ID, Sala Multiusos 2, 4º Piso/Floor) – Empires and transnational dynamics // Imperios e dinamicas transnacionais

·         Irene Mª Vicente Martín (European University Institute) - Elites and networks in Salvador da Bahia: a new way of studying the exercise of power in Brazil during the Union of the Crowns (1580-1640).

·         Ana Teresa Hilário (FCSH-UNL, Portugal) - O Conselho da Índia - Elo de ligação numa Monarquia Global

·         Helena Resende (CHAM - Universidade Lusiada De Lisboa, Portugal) – A Companhia de Jesus como agente itinerante do Cristianismo nos Séculos XVI e XVII

·         Mar García Arenas (CHAM-FCSH-UNL, Portugal) - Geoestrategia global, transición y viradeira en Portugal: El tratado de San Ildefonso (1777)



Sessão VI (Edifício ID, Sala Multiusos 3, 4º Piso/Floor) – Material Culture, spaces and identities // Cultura material, espaços e identidades 

·         Kimberly Cassibry (Art Department, Wellesley College, Estados Unidos)- From Cádiz to Rome: Itinerancy and the Silver Cups from Vicarello

·         Pedro David Conesa Navarro (Universidad de Murcia, Espanha) - Cultura visual, olvido y poder en la antigua Roma: la instrumentalización de los retratos de Fuluia Plautilla

·         Pere Mas Negre/ Judit Romeu Blanco (Universitat Oberta de Catalunya, Espanha) - Iconografía pagana en una cruz cristiana. La cruz del monasterio de Santa María de Vilabertrán (Girona), un claro ejemplo de sincretismo religioso.

·         Ana Cristina Martins (Instituto de História Contemporânea - CEHFCi-UÉ, FCSH-UNL, Portugal) - Arqueologia no Portugal dos anos 60 e suas (in)visibilidades




Sexta-feira, 15 de Setembro de 2017/ Friday, September 15 th 2017



10h00-11h00 Auditório 3 da Fundação Calouste Gulbenkian

Amélia POLÓNIA (Universidade do Porto, Portugal)

Building the Global from Below: Informal and Self-Organizing Mechanisms in the Early Modern Era



11h00-11h30 - Deslocação ao Edifício ID da FCSH e Coffee-Break/ Moving to FCSH's ID Building and Coffee-Break

Av. Berna, 26-C 



11h30-12h45

Sessão VII (Edifício ID, Sala Multiusos 2, 4º Piso/Floor) - Making visual culture // Fazendo cultura visual

·         Adrián Ares Legaspi (Universidad de Sevilla, Espanha) - Visual culture in Santiago de Compostela through the handwriting and decorative elements of codex (XVth and XVIth centuries)

·         Larissa Carvalho (Universidade Estadual de Campinas - São Paulo, Brasil) - A circulação e a transmissão de estereótipos culturais nos ‘livros de vestuário’ quinhentistas

·         Camille Nagel (Université de Poitiers, França) - The expanded field of contemporary drawing.



Sessão VIII (Edifício ID, Sala Multiusos 3, 4º Piso/Floor)  – Governance, Elites and Strategies in a Global World // Governança, Elites e Estratégias num Mundo Global

·         Alice Tavares (IEM-FCSH-UNL, Portugal) - Os peixes em Portugal da Idade Média até aos primórdios do século XVI: conflitos e soluções.

·         Alexandre Assis Tomporoski (Universidade do Contestado, Santa Catarina, Brasil) - O capital, o vapor e a morte: a atuação do Sindicato Farquhar no sul do Brasil e a deflagração da Guerra do Contestado.

·         Leonardo Aboim Pires (Instituto de História Contemporânea, Portugal) - Dinâmicas agrárias em contexto de transformação económica (Portugal e Espanha, 1953-1975)



12h45-14h15 – Lunch (Cantina da FCSH)



14h15-15h30

Sessão IX (Edifício ID, Sala Multiusos 2, 4º Piso/Floor) – Globalization: Theory and Practice // Globalização: teoria e prática

·         Pedro Ponte e Sousa (FCSH-UNL, Portuguese Institute of International Relations IPRI, Portugal) - History and origins of globalization: why do they even matter? The case of foreign policy

·         José Fernando Ayala López (Instituto Universitario de Investigación en Estudios Latinoamericanos de la Universidad de Alcalá, Espanha) - Globalización y cambio político en México, 1977-1989. El caso de la Gobernanza Electoral.

·         Yodenis Guirola (Universidad de Barcelona, Espanha) - Ciudadanía global y crisis migratorias hoy: dilemas argumentales y perspectivas



Sessão X (Edifício ID, Sala Multiusos 3, 4º Piso/Floor) – Exhibitions, Market and Viewers // Exposições, Mercado e Espectadores

·         Sirine Abdelhedi (Université Paris 8, França) - Place of artists from the Arab world in the worldwide history of art of the 20th century

·         Marta Antón (Universitat Pompeu Fabra, Espanha) – De lo exótico a lo híbrido: el primitivismo en el arte global

·         Rime Fetnan (Université de Bordeaux Montaigne, França) - Biennials and global turn: consequences of globalization on visual and cultural production within large-scale exhibitions.

                                                                             

15h30-16h00 Deslocação ao Auditório 3 da Fundação Gulbenkian/ Moving to Auditório 3 in Fundação Calouste Gulbenkian



16h15-17h15

Peter BURKE (University of Cambridge, United Kingdom)

The Polymath in an Age of Specialization

Informamos que por motivos alheios à Organização do Colóquio o Prof. Burke não poderá comparecer na conferência agendada para o dia 15 de Setembro na Fundação Gulbenkian de Lisboa. Pedimos desculpas pela inconveniência. Obrigado.


We inform that due to external reasons, Prof. Burke will not be able to attend the conference scheduled for September 15 at the Gulbenkian Foundation in Lisbon. We apologize for the inconvenience. Thank you.

ENCERRAMENTO
CLOUSURE







Sábado, 16 de Setembro de 2017/ Saturday, September 16th 2017



Auditório 3 da Fundação Gulbenkian



10h00-10h15 Boas-vindas ao LabNet (Laboratório de Historiadores em Rede)



10h15-10h45 Divisão de Apoio à Investigação da FCSH – Oportunidades de financiamento para projetos europeus



10h45-11h15 Apresentação de Projetos



11h15-12h15 Workshop LabNet




Comissão Científica / Scientific Commission



  • Alice Cunha (Instituto de História Contemporânea, FCSH/NOVA)
  • André Evangelista Marques (Instituto de Estudos Medievais,FCSH/NOVA)
  • Cátia Henriques Mourão Rodrigues (Instituto de História da Arte, FCSH/NOVA)
  • Foteini Vlachou (Instituto de História Contemporânea, FCSH/NOVA)
  • Javier Luis Álvarez Santos (Univ. La Laguna-CHAM)
  • Jeremy Roe (CHAM - Centro de Humanidades, FCSH/NOVA-Uaç)
  • Maria Alessandra Bilotta (Instituto de Estudos Medievais,FCSH/NOVA)
  • Miguel Ángel Hernández Navarro (Universidad de Murcia)
  • Pilar Díez del Corral (Technische Universität Berlin)
Inscrição e propostas


III International Workshop

Changes and Continuities. Global History, Visual Culture and Itinerancies

September 14-16, 2017
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa


CALENDARIZAÇÃO:


  • Data limite para envio das propostas: 31 de Março de 2017
  • Divulgação das propostas aprovadas: 15 de Maio de 2017
  • Último dia de inscrição (oradores): 15 de Agosto de 2017
  • Último dia de inscrição (ouvintes): 10 de Setembro de 2017
  • Dias do MeC3: 14-15 de Setembro de 2017 + 16 de Setembro para o LabNet.
  • Envio dos textos para publicação: 30 de Novembro de 2017


DEADLINES:

  • Deadline for submission of abstracts: 31.3.2017
  • Notification to speakers: 15.5.2017
  • Registration and payment (participants with paper): 15.8.2017
  • Registration and payment (participants without paper): 10.9.2017
  • MeC3: 14-16.9.2017
  • Submission of full papers for peer review: 30.11.2017 
III International Workshop

Changes and Continuities. Global History, Visual Culture and Itinerancies

September 14-16, 2017
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa

Organization: IEM, CHAM, IHC, IHA

Organization Committee: Francisco José Díaz Marcilla (IEM), Francisco Zamora Rodríguez (CHAM), Jorge Tomás García (IHA) e Yvette Santos (IHC)

Following the I (2014) and II (2015) International Workshops “Changes and continuities”, the Institute of Medieval Studies, the Portuguese Centre for Global History, the Institute of Contemporary History and the Institute of Art History, will organize the III Workshop entitled “Changes and Continuities. Global History, Visual Culture and Itinerancies”, to be held at the FCSH-UNL (September 14-16, 2017).

The MeC3 will focus on three main research lines. All proposals will be distributed in one of them, under an interdisciplinary and trans-historical frame. Thus, the MeC3 accepts proposals relating to the following topics:

1.      Global History - One of the main challenges that History has to face is globalization. National studies have demonstrated their incapability to correctly understand global phenomena, and the way in which they affect societies. This is why new parameters of study are needed. In this thematic line, the methodological and theoretical issues -in addition to the strictly historical one- will be studied n terms of globalization, from its origins, to its development and its present. Proposals may focus on the following subjects (not exclusively): comparative studies, evolution of global phenomena, historical processes in their diachrony, regional studies, changing economies, cultural continuities, methodological questions on globalization, etc.

2.      Visual Culture - The insertion of Visual Culture in the theoretical methodology of Global History responds to the need to vindicate interdisciplinary. Through this theoretical approach, it will be possible to build a place of convergence for the different areas of Humanities; with the ultimate aim of creating a space for dialogue between the concepts of “Global History” and “Visual Culture”. Only then we would be authorized to act through a “cultural visuality”. A better knowledge of the mechanisms of cultural interaction -underlining the process- remains an important problem, because the construction and deconstruction of Visual Global History is still taking place today. Therefore, rather than the study of images it is the study of the social life of images that will make sense. Proposals may focus on the following subjects (not exclusively): traveling images, borders and images, social life of images, Visual Culture in Global History, theoretical sources for the study of the itinerant images; aesthetics of migration.

3.      Itinerancies - One of the fundamental characteristics of Global History is interconnection. All human beings interact with each other, either passively or actively. In this context, one of the most relevant parameters of change emerges: the itinerancy of culture and knowledge. Therefore, itinerant agents take with them a cultural baggage, transporting and transmitting it to other spaces. In this way, the interconnection begins, producing active changes in Global History and Visual Culture. The relevance of the concept is due to the fact that it covers different areas of action: people who act as itinerant agents; materials that are brought in and taken away (traveling objects); origin and reception places of itinerant elements (anthropology of itinerancy); the visual, artistic or written representation of the phenomenon of itinerancy.

This Workshop aims to bring together researchers from different chronological periods, at different stages of their research, and to work on the themes indicated above. To submit a proposal you must complete the form available at http://3wimec.blogspot.pt/search/label/Inscri%C3%A7%C3%A3o until March 31stAbstracts and a short biography should contain a maximum of 300 words each. 

Proposals may be in Portuguese, Spanish, English, French or Italian.

The Workshop includes the payment of a registration fee of € 20 for students and € 30 for researchers who submit a communication.

The organizers of the Workshop foresee the publication of a collective volume in 2018. Full papers will be subjected to a peer-review process and then published.

LabNet: Networking Lab - Platform for creation of European projects


Within the MeC3 activities, this edition will incorporate a parallel event, open to all researchers, designed as a laboratory to share ideas and networks, in order to facilitate the creation of European Institutional Projects (not Individual).


III Workshop Internacional
Mudanças e Continuidades. História Global, Cultura Visual e Itinerâncias

14, 15 e 16 de Setembro de 2017
Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa


Organização: IEM, CHAM, IHC, IHA

Comissão Organizadora: Francisco José Díaz Marcilla (IEM), Francisco Zamora Rodríguez (CHAM),
Jorge Tomás García (IHA) e Yvette Santos (IHC)


Call for Papers

No seguimento do I e II Workshops Internacionais “Mudanças e continuidades”, que tiveram lugar em 2014 e 2015, o Instituto de Estudos Medievais, o Centro de História d´Aquém e d´Além-Mar, o Instituto de História Contemporânea e o Instituto de História da Arte organizam o terceiro workshop intitulado “Mudanças e Continuidades. História Global, Cultura Visual e Itinerâncias”, a decorrer na FCSH-UNL, nos dias 14 e 15 de Setembro de 2017. O MeC3 irá focar três aspetos principais, que vão servir como eixos temáticos para a apresentação de comunicações, no enquadramento mais geral da interdisciplinaridade e da trans-historicidade.

Para este Workshop o Call for Papers vai abranger as seguintes três linhas de pesquisa:

1. História global – Um dos principais desafios que a História tem de enfrentar é a globalização. Os estudos de carácter nacional demonstraram a sua limitação para um entendimento correto dos fenómenos globais e da sua repercussão nas sociedades. Neste sentido,torna-se necessário definir novos parâmetros de estudo. Neste eixo temático, irão ser debatidas as questões metodológicas e teóricas aplicáveis aos estudos sobre a globalização, quer nas suas origens, quer no seu desenvolvimento, quer na actualidade. As comunicações poderão visar os seguintes temas (lista não exclusiva): estudos comparativos, evolução de fenómenos globais, processos históricos numa perspectiva diacrónica, estudos de caso no seu contexto global, economias em mudança, continuidades culturais, questões metodológicas da globalização, etc.

2. Cultura visual – O reconhecimento de que a cultura visual é parte integrante do marco teórico da história global compreende, desde logo, a necessidade de uma metodologia interdisciplinar. A problematização deste vasto campo de estudos como lugar de convergência das disciplinas procedentes de diferentes áreas das Humanidades tem como finalidade criar um espaço de diálogo entre os conceitos de “história global” e de “cultura visual”, através do uso de uma visualidade cultural. A melhor maneira de contribuirmos para a transformação do pensamento geral e das estruturas existentes é a adopção da perspectiva multidisciplinar. A investigação sobre os mecanismos de interacção cultural – subjacente a estes processos – continua a ser um problema importante, porque a construção e desconstrução da história global visual continua a ter um lugar na actualidade. Mais do que o estudo das imagens, equacionar-se-á o estudo da vida social das imagens, analisando-se os processos da construção cultural da visualidade no quadro da história global. As propostas abrangerão as seguintes questões: imagens itinerantes, fronteiras e imagens, vida social das imagens, cultura visual na história global, fontes teóricas para o estudo da imagem itinerante; estética da migração.

3. Itinerâncias - Uma das características da história global é a interconexão. Todos os elementos humanos interagem entre eles, quer passiva, quer activamente. Nesse contexto, surge um dos parâmetros de mudança mais relevantes: a itinerância da cultura e do saber. Portanto, os agentes itinerantes levam consigo uma bagagem cultural que transportam e transmitem aos outros espaços, realizando-se a interconexão e a mudança activa. A relevância do conceito deve-se à abrangência de diferentes áreas de estudo: intermediários em geral; pessoas actuando como agentes itinerantes; os materiais e objectos itinerantes; os espaços de origem e acolhimento dos elementos itinerantes (antropologia da itinerância); a representação visual, plástica ou escrita, do fenómeno da itinerância; ideias itinerantes.

Este Workshop pretende reunir investigadores de diferentes períodos cronológicos, em diferentes fases da sua investigação, e que se enquadrem nos eixos acima referidos. Para submeter propostas de comunicação deverá ser preenchido o formulário disponível em http://3wimec.blogspot.pt/search/label/Inscri%C3%A7%C3%A3o até ao dia 31 de MarçoResumos e uma breve biografia devem conter um máximo de 300 palavras cada um.

As comunicações poderão ser em português, espanhol, inglês, francês e italiano. As apresentações (em Power Point) deverão ser obrigatoriamente redigidas numa língua diferente da falada (de preferência em inglês).

O encontro contempla o pagamento de uma inscrição no valor de 20€ para estudantes e de 30€ para os investigadores que apresentem uma comunicação.

Os organizadores prevêem a publicação de um volume colectivo com arbitragem científica em 2018.

LabNet: Laboratório de Redes – Plataforma de criação de projectos europeus

Dentro das actividades do MeC3, neste ano vai ser incorporado um evento paralelo, aberto a todos os investigadores, pensado como um laboratório de partilha de ideias e de redes, tendo em vista a apresentação de projetos europeus de carácter institucional (não individuais).
O projeto IN+FLUENCE visa contribuir para uma melhor compreensão dos elementos que motivam mudanças e continuidades (agindo como motores ou travões) ao longo da história, e para o aprofundamento do conhecimento das sociedades actuais.